Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Panorama Lavrense

Panorama Lavrense

13.07.19

SAÚDE: Vacinação contra a Febre Amarela no interior de Lavras do Sul


Murilo Góes


Confira o roteiro da vacinação contra a Febre Amarela nos próximos dias nas localidades do interior de Lavras do Sul. O público alvo é de nove meses a 59 anos de idade. Material gentilmente fornecido por Dayse Nanci Teixeira D'Avila.

Vai ter uma equipe na Policlínica Central, todos os dias, das 8h às 13h, para vacinação dos habitantes da zona urbana.


12.07.19

CULTURA: Projeto de Lei declara Lavras do Sul como "Terra do Ouro"


Murilo Góes

Terra do Ouro:

Na manhã de ontem (11/07/2019), na Assembleia Legislativa do Estado, o Prefeito de Lavras do Sul, Sávio Prestes recebeu, das mãos do Deputado Luiz Marenco, uma cópia do PL protocolado, que declara oficialmente o Município de Lavras do Sul reconhecida como a Terra do Ouro.

O teor do projeto tem a seguinte redação:

Art. 1º Fica declarado o Município de Lavras do Sul “Terra do Ouro”.
Art. 2º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Justificativa utilizada pelo deputado Luiz Marenco:

A presente proposição objetiva atender antiga demanda expressa pela comunidade lavrense, no sentido de receber o cognome “Terra do Ouro”, através de iniciativa legislativa estadual. Apesar de há muito ser assim conhecido, não há nenhum registro oficial nesse sentido, contrastando com significativas referências do município como Terra do Ouro, tais como:

a) No Brasão Municipal, em uma das partes do escudo, insere-se a legenda TERRA DO OURO, relativa ao histórico comércio lucrativo da mineração.

b) Em uma das estrofes do Hino do Município lê-se: Lavras do Sul, Pepita incrustada nos montes, onde o OURO e a virtude representam coisas normais

c) O Rotary Club municipal denomina-se Rotary Club Lavras do Sul TERRA DO OURO.

Ao final do século XVIII, mais precisamente em 1796, o trabalho dos bandeirantes Simões Pires e Brito Peixoto cada vez mais incursionava nas barrancas do Rio Camaquã, objetivando a exploração das pepitas de ouro depositadas no leito do rio.

É a primeira notícia que se tem da busca do ouro, que sempre esteve presente na história de Lavras do Sul. Estes informes partiam dos índios habitantes da região e que chegavam a Rio Pardo, a quem pertencia a região das possíveis jazidas.

Por outro lado, a recente retomada das investigações das minas de ouro no município possibilita, através desta proposição, ressaltar-se para as novas gerações a importância do resgate e da preservação da memória relacionada ao fato que Lavras do Sul ter sido a primeira cidade do Rio Grande do Sul a ter origem na mineração do ouro.

É de fundamental importância,o reconhecimento oficial, às conclusões da Turismóloga Fernanda Ricalde Teixeira Carvalho, em sua dissertação de Mestrado junto à UFSM /Universidade Federal de Santa Maria, na possibilidade de que seja implantada em Lavras do Sul a Rota do Ouro, estruturada em um roteiro na área urbana, nos prédios que foram engenhos, usinas e fachadas de casas de engenheiros de minas, possibilitando fomentar segmentos como o Turismo Histórico, Cultural e Fotográfico.



FONTE DAS INFORMAÇÕES E DAS IMAGENS: Prefeitura de Lavras do Sul (Facebook)


08.07.19

TRADICIONALISMO: Participação do CTG Marco das Águas no ENART Regional de Candiota


Murilo Góes

O Ctg Marco das Águas, com imensa satisfação, gostaria de parabenizar as suas invernadas Pré-mirim, Mirim e seu elenco adulto, além dos participantes individuais que GRANDIOSAMENTE representaram nossa entidade e nosso município no Rodeio na cidade de Candiota. É gratificante receber elogios por sermos uma entidade tão nova, um ano e meio, estar participando ativamente dos rodeios tradicionalistas e sendo sempre tão bem premiado e pontuado. No dia de ontem ficamos com:

1° e 2° lugar solista vocal adulto, além da classificação para a próxima etapa.

Nelson Silva
Antônio Agusto Crespo
Daniel Lopes
Melissa Araldi
Priscila Barbosa

1°, 2° e 3° lugar Solista vocal mirim
Joaquim Barbosa
Renato Souza
Eduardo Machado

2°e 3° Lugar Dança de salão
Sofia Lima e Joaquim Barbosa
Renato Souza e Ana Luisa Teixeira

1° e 2° lugar Dança de salão juvenil
Maria Luiza El Hatal e Jerônimo Barbosa
Luísa Lopes e Eduardo Machado

2° lugar danças tradicionais invernada Pré Mirim

Além de ganhar Melhor Saída nas danças tradicional adulto.

Essa foi uma das nossa intenções ao fundar o nosso CTG: mostrar nosso maior tesouro, nossas relíquias, nossas crianças e jovens, nossos artistas. Tradição é aquilo que herdamos da terra, pais, família. E é isso que queremos deixar para nossos jovens, o tamanho da riqueza cultural de nosso Estado. Parabéns a todos os envolvidos e avante Marco das Águas!